Sociedade do Bem: Crianças que mudam o mundo

Está a nascer a Sociedade do Bem. A Sociedade do Bem é um projeto que assenta numa metodologia única que tem como ponto de partida a dificuldade que as crianças sentem em reconhecer as suas emoções e em lidarem com elas ao longo da fase de crescimento. Como ponto de chegada, a construção de uma sociedade em que a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, de sermos generosos e positivos perante a vida esteja na base das relações humanas.

lala

Falta de empatia. Incapacidade de nos colocarmos no lugar do outro. Inabilidade para ver de outras perspetivas. Para muitos autores estas são questões que quando não são ultrapassadas geram nas crianças falta de autoestima, dificuldades sociais e relacionais, indisciplina na sala de aula, insucesso e/ou abandono escolar, preconceito, conflitos e violência.

O projeto Sociedade do Bem tem como objetivo desenvolver a empatia, o altruísmo e a positividade nas crianças, através do exemplo.

Mais do que dizermos às crianças que elas não devem fazer aos outros aquilo que não gostariam que lhes fizessem elas, é preciso darmos-lhes tempo e espaço para elas praticarem. O melhor método para aprender a empatia é o mesmo que se usa para aprender a tocar um instrumento musical. Só praticando é que se consegue.”, disse à Up To Lisbon Kids a fundadora deste projeto, Susana Pedro, professora e formadora de profissão, que considera que esta tarefa não deve ser confinada exclusivamente à esfera privada, ao espaço familiar.

“Desde muito cedo que se ensina às crianças que as emoções devem ser escondidas… Repreende-se as crianças quando são agressivas mas a verdade é que elas não conhecem outras formas de lidar com o que sentem quando estão com medo ou com raiva se ninguém lhes ensinar… É importante criar um espaço na escola em que elas possam, em conjunto com as outras crianças, reconhecer as suas emoções e as dos outros.” São programas de desenvolvimento social e emocional que a Sociedade do Bem implementa em turmas de escolas de 1º ciclo cujos professores se inscrevam no site.

Para cada programa, é convidado uma mentora ou um mentor, que será acompanhado por um/a instrutor/a, um/a especialista na área da educação. O/a mentor/a é alguém que atingiu o sucesso e a felicidade precisamente por ser uma pessoa empática, altruísta e positiva. Alguém que faz o Bem e que tem vontade de inspirar as crianças e que seja para elas um modelo, um exemplo a seguir de perto. Assim, do enfermeiro que acolhe em sua casa animais abandonados, à professora que é voluntária num lar de idosos, qualquer um pode ser mentor. “Vamos desenvolver estas competências através de que tema? Multiculturalidade? Contacto intergeracional? Abandono animal? Pessoas com deficiência?… Ou simplesmente desenvolver a empatia, o altruísmo e a positividade através da leitura, da música ou da dança? Desde que com método, tudo é possível.”, acrescenta Susana Pedro, que pretende desta forma levar toda a comunidade a repensar no exemplo que estamos a dar às nossas crianças.

Na Sociedade do Bem queremos acreditar que estamos a fazer diferença na vida das crianças. Que elas têm o direito de ser autónomas, de fazer as suas escolhas de uma forma consciente e em colaboração com os outros. Que qualquer um de nós tem o poder de ser um verdadeiro «changemaker»”, acrescenta.

Publicado originalmente por Up To LIsbon Kids®

Anúncios