AS CRIANÇAS TÊM VOZ

ssss

 

Ainda antes de conseguirem traduzir por palavras as suas emoções, as crianças começam a comunicar e a interagir com o meio envolvente. Com a aquisição e o domínio da linguagem, a forma como comunicam torna-se cada vez mais elaborada e torna-se mais fácil para elas exprimirem o que sentem e pensam – a forma como se percecionam a si e ao mundo -, surpreendendo-nos não raras vezes com as suas observações e considerações. Os temas podem ir desde o lanche que levam para a escola, passando pelos currículos escolares, até à apresentação de soluções para promover um ambiente de paz para toda a Humanidade.

As crianças têm voz.

Desde cedo devemos incentivá-las a não recear ter uma opinião e uma palavra a dizer sobre o mundo que as rodeia. Não devemos educar as crianças pensando somente na pessoa adulta que um dia elas serão. É importante mostrar-lhes que a partilha da sua visão em relação ao (seu) universo é importante e esse caminho deverá ter início ainda antes de as crianças começarem a desenvolver um sentimento de pertença em relação à família, depois à escola e à comunidade.

Se um dos pressupostos dos programas da Sociedade do Bem é dar voz às crianças, no programa “Pela Música” queremos projetar ao máximo essa voz. O ponto de partida foi a Escola e as emoções que as diferentes experiências que estão associadas a este espaço podem criar nelas. Perguntámos às crianças o que desperta nelas diferentes emoções, como a alegria, a raiva ou a vergonha e percebemos que as crianças da turma em que implementámos o programa têm em comum o facto de se sentirem felizes quando estão com os amigos, quando brincam, quando aprendem coisas novas ou quando têm Estudo do Meio… Por outro lado, sentem-se tristes quando não têm ninguém para brincar, quando se sentem humilhadas ou quando têm más notas, zangadas quando lhes batem ou mexem nas suas coisas sem pedir, etc.

Do encontro do que têm em comum, da partilha da visão do que é mais importante para construir uma Escola com um ambiente mais positivo, partimos para a criação de uma música com que todas as crianças se identificassem e cuja letra refletisse não só a forma como se sentem na Escola, mas sobretudo a forma como gostariam de se sentir. Desta forma, cantar a música criada em grupo, permitiu aprofundar laços de amizade e de cumplicidade entre estas crianças, reunidas em torno de uma espécie de hino no qual se reveem e sentem orgulho.

As vozes das crianças, unidas em sintonia para dar sentido às palavras contidas na música, contribui para o seu desenvolvimento pessoal e social. A música, para além de reforçar os laços que unem estas crianças, cria espaço para a compreensão das situações que todas elas, em maior ou em menor grau, vivem no dia a dia.

A nossa voz é um instrumento poderoso.

Se estiver aliada à linguagem universal que é a música, maior será o seu poder e alcance para transformar o mundo. Deixemos as crianças terem a sua própria voz e transmitir as suas ideias para caminharmos para a construção de um mundo melhor. Temos muito a aprender com elas.

Vídeo do 1.º Ensaio da Canção da Turma: “Espalhar Alegria”

Agradecimento especial ao Mentor/Heartbuilder Manuel Guerra

https://www.facebook.com/sociedadedobem.org/videos/516447081864857/

Susana Pedro, professora e fundadora da Sociedade do Bem

Publicado originalmente em Tribuna Alentejo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s