Namoro em família!

dia-dos-namorados-adaptado-1024x682.gif

Reza a lenda que Valentim era um bispo que lutou contra as ordens de um imperador: Cláudio II. Este imperador havia proibido os casamentos por pensar que era mais fácil criar um exército com homens solteiros, pois estes não teriam família e mais facilmente se alistariam. Mas Valentim continuou a casar alguns jovens casais em segredo até ser descoberto pelo imperador que o mandou prender e condenou à morte.

Enquanto estava preso Valentim recebia muitas visitas e muitos bilhetes de jovens que diziam continuar a acreditar no amor. Foi durante a sua prisão que se apaixonou por uma jovem cega, filha de um carcereiro. Diz-se que milagrosamente a jovem recuperou a visão depois de uma visita a Valentim.

Valentim viria a ser executado no dia 14 de fevereiro mas antes deixou uma mensagem à jovem por quem se havia apaixonado. No final da sua mensagem assinou “do teu Valentim”.

Pensa-se que, será essa a razão pela qual ainda hoje se trocam mensagens neste dia.

É claro que, na minha opinião, não devemos esperar por este dia para demonstrar o nosso amor, mas já que ele existe podemos sempre torná-lo especial. O amor deve ser transmitido todos os dias nem que seja em pequenos gestos. Todos os dias devemos demonstrar àqueles que mais amamos o quanto são importantes nas nossas vidas. É importante que os que partilham connosco o dia a dia saibam o que significa para nós a sua presença.

Podemos aproveitar o dia de S. Valentim, para comemorar o amor familiar e envolver os nossos filhos nesta troca de sentimentos. Como? Ficam aqui algumas dicas:

– Comece por preparar um pequeno almoço especial e explique o por quê aos mais novos;

– Façam uma pesquisa em conjunto sobre a lenda e sobre algumas curiosidades deste dia: quem era Valentim, porque também aparece Cupido como imagem de referência a este dia;

– Poderão também pesquisar a expressão: “amo-te” em várias línguas e tentar prenunciá-las. Vai ser engraçado;

– Combinem uma troca de cartões e puxem pela criatividade e imaginação;

– Deixem pequenos bilhetes espalhados pela casa, com mensagens simples e simpáticas, onde saibam que a pessoa a quem são dirigidos os encontrem;

– Preparem uma refeição especial em conjunto, podem fazer um bolo em forma de coração para a sobremesa;

– Preparem a mesa de refeições, podem decorá-la, podem fazer bases em forma de coração para os copos, ou até mesmo para os pratos, podem colocar palhinhas com corações nos copos, ou colocar uma toalha alusiva ao dia;

– Escrevam juntos um poema ou simples quadras;

– Façam um jogo para ver quem conhece mais casais românticos, como por exemplo: Romeu e Julieta, Shrek e Fiona, Bela e Monstro;

– Podem assistir a um filme de animação juntos com direito a pipocas;

– Como o dia é especial, até podem comer gomas ou bombons em forma de coração;

– Tirem fotografias para mais tarde recordar o quanto divertido foi este dia;

– Descontraiam, divirtam-se simplesmente, brinquem muito e digam “amo-te”, “adoro-te”, “gosto muito de ti” o número de vezes que vos apetecer.

O importante é comemorar este dia e aproveitar para o tornar especial, diferente e divertido. Todos nós precisamos de dias especiais, diferentes e divertidos em família.

Por Vanessa Chinelo, Professora e Colaboradora da Sociedade do Bem

Imagem daqui.

Publicado originalmente em Tribuna Alentejo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s